Ver detalhes do produto
Adicionar ao carrinho Continuar comprando
Comprar Ir ao carrinho
Aldous Huxley
Aldous Huxley

BiografiaAldous Huxley

Aldous Leonard Huxley nasceu em 26 de julho de 1894 no condado de Surrey, na Inglaterra. Seu primeiro livro foi publicado em 1916, uma coletânea de poemas. Autor de uma linhagem de reconhecidos intelectuais em que sobressai o avô, o biólogo Thomas Henry Huxley, defensor das idéias evolucionistas de Darwin, Aldous teve sua reputação literária estabelecida a partir de 1921 com a novela Crome Yellow. Imediatamente seguiram-se sátiras brilhantes (Antic Hay, de 1923; Folhas Inúteis, de 1925; Contraponto, de 1928), nas quais o autor analisa de maneira espirituosa porém implacável as agrurar da sociedade contemporânea.

No período anterior à Segunda Guerra Mundial, a obra de Huxley adquire um tom mais sombrio. São desse período Admirável mundo novo (publicado em 1932, denuncia os aspectos desumanizadores do "progresso" científico e material) e Sem olhos em Gaza (novela pacifista de 1936), além de uma série de ensaios.

Em 1937, no auge da fama, Huxley deixa a Europa e se muda para a Califórnia. No momento em que o Ocidente se preparava para a guerra, ele começa a acreditar que a chave para a resolução dos problemas do mundo estaria na troca da razão individualista ocidental pela "sabedoria perene", de caráter místico, centrada na idéia da unidade. São dessa fase tanto as obras de ficção O tempo deve parar, de 1944, e A Ilha, de 1962 (uma espécie de sequencia de Admirável Mundo Novo), quanto o famoso relato de sua primeira experiência com a mescalina, As portas da percepção, de 1954.

Aldous Huxley morreu em 22 de novembro de 1963, por coincidência o dia em que John F. K

Livros do autor
Sem estoque Informe o seu e-mail e o notificaremos assim que o produto chegar em nosso estoque:


Enviar Cancelar